Deadpool (2016)

11 setembro 2016


Wade Wilson descobre uma coisa terrível: tem um cancro terminal. E, não podendo fazer nada contra isso, recebe uma oferta irrecusável de um desconhecido que lhe aparece do nada. Depois de refletir sobre tudo o que aquela decisão pode implicar, decide aceitá-la e submeter-me a um teste experimental que lhe faria não só acabar com as células cancerígenas dele, mas também tornar-se em algo extraordinário: um super-herói. Apesar de as coisas não terem corrido como o previsto, é certo que ele nunca perdeu o seu sentido de humor. Mas, apesar disso, não desiste de encontrar Francis, o homem que o colocou naquela situação, para ter a sua tão desejada vingança. 

Não sou fã da Marvel, mas este filme foge a tudo aquilo que estamos habituados a ver. Tirando o Homem-Aranha, não houve outro filme que me tivesse prendido ao ecrã até ao fim. Mas o Deadpool conseguiu. Acho que a história em si está muito boa e que a personagem foi muito bem explorada. Já para não falar das piadas que são, efetivamente, boas e de qualidade, e diz isto uma pessoa que não se ri facilmente com aquelas piadas tipicamente parvas. É, definitivamente, um bom filme para se ver numa pausa qualquer e para se dar umas valentes gargalhadas.

1 comentário:

  1. Também gostei bastante do Deadpool, principalmente por se tratar de um anti-herói e não dos super-heróis a que estamos habituados! Ótimo post!

    Um beijinho,
    Beatriz do Bookaholic.

    ResponderEliminar

Anywhere © 2017
Design: Hello Manhattan